terça-feira, 19 de outubro de 2010

E você, tem fome de quê?

A fome sempre foi um assunto de interesse de todos, desde os governantes até a sociedade civil. Por isso, a proposta de sua erradicação se faz presente na maioria dos guias eleitorais, tendo o programa Bolsa Família como centro das atenções.

Entretanto, há uma questão bem maior por trás disso tudo: será mesmo só alimentícia a fome que a população tem? A educação, o lazer e a cultura, onde ficam? De fato, vivemos numa sociedade que embrutece as pessoas, impondo-as a cultura de massa onde, por exemplo, as músicas vulgarizam a mulher e incentivam o machismo e o uso de drogas lícitas. As novelas também não fogem de tal padrão, porque além disso mostram uma realidade que não condiz com a vivida por quem mora numa periferia.

É diante desse cenário que o povo vê negado seu direito garantido na Constituição de acesso à cultura. Por outro lado, podemos perceber que, mesmo sem incentivo governamental, várias artistas, em especial na região Nordeste, não desistem e continuam a produzir. São cordéis, grupos de teatro e dança, cinema, etc, criados principalmente para libertar o povo da alienação a qual é submetido. E você, tem fome de quê?


Bianca Dantas é estudante de Comunicação Social - UEPB.

Um comentário: