quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Escrever para Fernanda Young

É fácil se conformar em não saber pintar, tocar piano, dançar.
Mas escrever deveria ser um sentido humano,
como a visão, audição e os outros todos.
Eu, por exemplo, trocaria minha audição pelo dom da escrita sem pestanejar.
Imagina que glória suprema: conseguir esclarecer os sentimentos e ainda deixá-los escritos.
Não sei bem por quê,
mas eu sempre achei que as coisas escritas são mais eternas
que qualquer outra forma de arquivar, guardar, registrar, mais que a fotografia.



F.Y

Nenhum comentário:

Postar um comentário